Poemas participantes da enquete ( Em teste )

12 de outubro de 2012

Floresta Misteriosa



Ossain dei-me licença, em seu território adentrar.
Vim ver o curupira e o pererê espiá.
Quero vingar o sangue verde que vejo esparramar.
Do pererê busco o sorriso para em minha cara estampar.
Tuas folhagens é manta imponente que reluz a me encantar!

Não te sinto assustadora
Com teu cheiro de terra molhada
E a lua no céu em sentinela faz festa
Para a acolhedora floresta
Misteriosa Mata fechada.

A verde Floresta tem na cor
da Esperança exemplo de que
um dia o ser dito
racional use a tal razão
em prol da Humanidade

O estrondo das máquinas humanas
Ecoa pela floresta
Espantando saci e curupira,
Suplantando o estalar das sementes,
Encobrindo o amor selvagem que em som emana.


Há mistérios nas florestas...
Mistérios não se desvendam!
Há lendas que viram verdades,
verdades que viram lendas...
Persistindo em exuberância,
Abre-se ao tolo homem que entra. 



Alba Santos, Pea, Barros Sobrinho, Jefferson Lima e MarCela Torres

2 comentários:

  1. Como é gostoso ver nossos nomes assinando essa obra tão bonita! Floresta tão misteriosa como a união de um quinteto improvável e fantástico.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma vez juntos e misturados conseguimos um ótimo resultado! Fico muito feliz por ter participado com você, Jefferson Lima, Barros Sobrinho e Alba Santos desta bela obra...Beijos para todos nós pelo resultado obtido! MarCela Torres (marcelatorres.com)

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Gosto de escrever. Escrever para mim é uma necessidade, uma cura. Escrever é um ato de extrema entrega, é de dentro pra fora. Escrevo por urgência, escrevo por amor e com amor. Sou imediatista, intensa, e sonhadora! Defeitos? Tenho muitos, incontáveis talvez; melhor nem dizê-los.; Tenho uma alma sonhadora. Sonho, e como sonho...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...