Poemas participantes da enquete ( Em teste )

23 de dezembro de 2012

Alma & Poesia

Poetas vivem sempre a começar...
basta-lhes o afago de um beijo,
um voo de pássaro, o planar de folha ao vento
ou o confidenciar do silêncio
para que acesa seja a chama d'alma...

chama que permanece acesa em compêndio,
se escritos os versos que fingiam
estarem adormecidos n'alma
e ao menor sinal de inspiração vinda de qualquer lado,
se abre com firmeza e retidão.

Alma... que às vezes é festa outras desilusão,
sem amor, encontra na solidão a melodia que afaga
sempre poética, inspira-se e existe para além da nossa vontade,
impossível dominá-la com nossa razão
Pois não nos pertence - a alma nasce de desejos Eternos!

Do eterno por vezes se materializa

alma nossa, íntima sombra do ser,

que assume nossos passos, atos, desacatos,

tangível em sentimentos e inatingível presa.

Notável sumo de supremo poder.



Alma, essência, bússola que traça

Caminhos por terras desertas e solidão povoada

aplacando suas inquietudes na escrita do poeta

exagerando, rimando, cantando 

as músicas da Eternidade!



(Barros Sobrinho, Marcela Torres, Jefferson Lima, Alba Santos e eu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Gosto de escrever. Escrever para mim é uma necessidade, uma cura. Escrever é um ato de extrema entrega, é de dentro pra fora. Escrevo por urgência, escrevo por amor e com amor. Sou imediatista, intensa, e sonhadora! Defeitos? Tenho muitos, incontáveis talvez; melhor nem dizê-los.; Tenho uma alma sonhadora. Sonho, e como sonho...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...