Poemas participantes da enquete ( Em teste )

11 de janeiro de 2013

Fada Sofia

 Dedico essa estorinha à minha  filha Carla, que durante muitos anos e até hoje, encerra seu dia me dizendo: " Mãe, me conta uma estorinha?!".

 




Sofia era uma fadinha bem pequenina, tão pequenina... que cabia na palma da mão. 
Ela era meiga e atrapalhada; e de tão doce bem podia chamar-se Marmelada... mas chamava-se Sofia, e por onde passava espalhava alegria.

Ela usava um vestidinho azul claro, com mangas fofinhas e transparentes, bordado com pérolas e rendas, e  na cabeça um chapéu  dourado em forma de cone, bordado com florzinhas e lá no alto um véu branco que caía sobre seus ombros.

Sofia era um ser mágico, um ser de outro mundo, ela pertencia ao Mundo das Idéias. É lá que nascem e  vivem todas as fadas, claro que as fadas no Vale das Fadas,os gnomos e duendes no Bairro Jardim Florido, e no Reino Encantado: princesas, príncipes, dragões e bruxas malvadas.

Toda vez que uma estorinha é contada, esses personagens atravessam o portal do Mundo das Idéias e ganham vida na cabecinha das crianças aqui no mundo real.

Mas Sofia, como era uma fada muito pequenina, não tinha uma estorinha. Ninguém contava uma estória onde a fada tem o tamanho de um botão de rosa. E por isso ela chorava e sofria.

Então, todas as noites, quando as estrelinhas brilhavam lá no céu, os olhinhos de Sofia brilhavam também, esperando que alguma mãezinha, tia ou avó inventasse uma estorinha onde ela pudesse estar.

Mil e uma estórias foram contadas até que uma certa noite, os olhinhos de sofia brilharam mais que as estrelas no céu; finalmente ela estava numa estorinha. Finalmente uma mãezinha tinha dito: "Era uma vez: uma fada pequenina chamada Sofia...".
Foi nessa hora, que depois de pensar, pensar e pensar de novo,  Sofia decidiu: ela atravessaria o portal para viver a sua estorinha no mundo real, e não voltaria nunca mais para o Mundo das Idéias.
Apesar de gostar do mundo das Idéias, ela era uma fada e queria viver sua estorinha, e Sofia tinha medo de ser esquecida de novo por causa de seu tamanho, o que era possível de acontecer.

E lá se foi Sofia, ser fada num mundo que não podia.
Ela não sabia que se não voltasse quando a estorinha acabasse, se transformaria em menina, e viveria para sempre no mundo real como uma criança comum.

Foi aí então, que  a rainha do Vale das Fadas descobriu o engano da fadinha, e num passe de mágica convocou todos os habitantes de todos os cantos do Mundo da Idéias pra resgatar a desmiolada fada.
Todos quiseram ajudar (Sofia não sabia que era tão amada). E lá se foram todos: dragões, duendes, bruxas, fadas, príncipes ou gnomos, todos queriam resgatar a danadinha.

Fada Flora, a rainha das fadas, usou uma poção que transformava dragões em águias, gnomos e duendes em bentivis, príncipes e princesas em beija-flor, fadas e bruxas em borboletas.
Então voaram todos pelo mundo real procurando Sofia.

Sobrevoaram cidades inteiras, ruas desertas, jardins, bosques, avenidas, e becos sem-saída. E nada de encontrar Sofia.

Sofia tivera a triste sorte de encontrar um humano malvado, que a prendeu em uma gaiola. E assim a mantinha infeliz. Tadinha de Sofia, estava perdendo o brilho... Uma fada não vive sem liberdade e sem magia, e logo logo sua estorinha terminaria tornando-a uma menina humana.

Foi quando um gavião avistou a gaiola em um quintal...e num vôo rasante, foi de encontro a tal prisão, derrubando-a do alto. Na queda a gaiola foi danificada, o que facilitou a ação do gavião, que bicou, bicou até abrir a portinhola... Estava livre Sofia.

Os outros seres encantados que voavam junto com o gavião, aterrissaram  ao lado da fadinha desmiolada, e ela mais que depressa subiu nas asas de uma das borboletas... Queria voltar para o seu mundo.

Todos alçaram vôo sem hesitar, não havia tempo para mais nada, o humano sem coração poderia voltar a qualquer momento.

Já de volta ao seu mundo, Sofia desculpou-se com todos.... Jamais voltaria a desafiar a lei dos dois mundos...Agora  ela sabia que cada fada tem sua devida importância, nem mais nem menos.

 E como se diz no mundo real... Cada macaco no seu galho.


                 

                                                                      FIM







4 comentários:

  1. Linda!!! Parabéns!!! Ficou muito delicada e graciosa!

    ResponderExcluir
  2. ... e foi, então, que a fadinha Sofia descobriu que o mundo dela era maior, infinitamente maior, que o Mundo das Ideias... lendo sua linda estória, lembro de Fernando Pessoa: "Porque eu sou do tamanho do que vejo
    E não, do tamanho da minha altura..."

    Obrigada pela leitura!... Lembrarei da pequena (grande) Sofia... beijo

    ResponderExcluir
  3. Que linda! Amei. Delicada, gostosa de ler. Um amor. Quero uma fada Sofia rsrsr Parabéns. Ficou linda sua história

    ResponderExcluir
  4. Lindaaaaaaaaaaaaaaaa!!!! Sim! Uma fada não pode viver sem magia!

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Gosto de escrever. Escrever para mim é uma necessidade, uma cura. Escrever é um ato de extrema entrega, é de dentro pra fora. Escrevo por urgência, escrevo por amor e com amor. Sou imediatista, intensa, e sonhadora! Defeitos? Tenho muitos, incontáveis talvez; melhor nem dizê-los.; Tenho uma alma sonhadora. Sonho, e como sonho...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...