Poemas participantes da enquete ( Em teste )

6 de abril de 2014

Vontade de Brincar




Fiquei com vontade de brincar
Fiquei com vontade de deitar no colo do meu bem e receber o cafuné que sugeriu Hilda.

Fiquei com vontade de brincar, brincar de correr pela chuva e sentir suas gotas rolando em meu rosto, abrir a boca e deixar escorrer pra garganta meio água meio sal que sai da pele.

Fiquei com vontade de alguma coisa que nem sei o que é...é a vontade de cafuné, mas cafuné por dentro da gente.
Fiquei com vontade de eliminar algumas dores do mundo, como a doença que exige tratamento que faz cair o cabelo.

Fiquei com vontade de conhecer o poeta e ver minha vontade rimando na sua poesia.

Fiquei com vontade do bolinho de chuva que Lady Laura fazia.
Fiquei com vontade de parar o tempo, para ter tempo de descobrir uma maneira de voltar para infância; porque sofro de saudades de quando brincava no quintal, com bolinho de terra molhada.
Fiquei com vontade de ser menina de novo, e de novo não reconhecer a maldade que brilha nos olhos da humanidade.

Senti vontade de brincar de olhos fechados ver um mundo sem fome, sem guerra e sem enchente,  dores essas, que não me permitem brincar direito.

Fiquei com vontade estar no céu e ser brisa, ser vento, ser nuvem.
Mas não senti vontade de me fechar no meu mundo, só senti vontade de trazer meu mundo pra fora, senti vontade de transbordar.

Um comentário:


  1. "Fiquei com vontade de alguma coisa que nem sei o que é... é a vontade de cafuné, mas cafuné por dentro da gente."

    Que bonito isso! Poético e bom! Parabéns!!!

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Gosto de escrever. Escrever para mim é uma necessidade, uma cura. Escrever é um ato de extrema entrega, é de dentro pra fora. Escrevo por urgência, escrevo por amor e com amor. Sou imediatista, intensa, e sonhadora! Defeitos? Tenho muitos, incontáveis talvez; melhor nem dizê-los.; Tenho uma alma sonhadora. Sonho, e como sonho...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...