Poemas participantes da enquete ( Em teste )

25 de julho de 2017

Casa da Minha infância

Tinha um pé de jabuticaba atrás da casa de Lady Laura, tinha laranjeira também.
Tinha galinheiro, curral e chiqueiro. Tinha uma árvore com uma corda e um pneu que fazia a gente brigar pela vez.
Sinto o cheiro da galinhada que ela fazia na panela de ferro, no mesmo fogão a lenha que a gente cobria de pinhão nos dias mais frios...
A cozinha de Lady Laura era quente e acolhedora. Tinha amor nas panelas.
Na salinha antes do corredor tinham muitos, muitos livros e uma vitrola, sobre a qual eu me debruçava para ver girar o vinil, enquanto tocava Rocket Man. Era Elton John que eu escutava sem parar, tentando adivinhar o que dizia a letra.
Ali eu ficava por horas, ouvindo discos que eram dos meus tios, acho que daí vem o meu gosto musical e pela leitura.
Era uma casa grande, e tinha corredores que pareciam labirintos, onde eu me escondia e brincava.
Tinha uma varanda alta que eu e Aiko, fazíamos de palco. Aiko é uma prima, que passava férias por lá.
Da varanda dava pra ver estrada que me levava pra escola. O caminho era longo e eu nem sabia o quanto, porque meu olhar não alcançava além do morro, por mais que eu ficasse na pontinha dos pés.
Voltei à casa de minha avó depois de mais de 30 anos, e é uma casa menor que aquela que tenho na memória.
Ainda tem as árvores no quintal e a jabuticabeira esta carregada, o balanço provoca agora, risos em outras crianças...
Nos corredores encontrei alguns sonhos perdidos e uma saudade que dói.
Não tem mais a vitrola. Nem os livros.
A varanda não é mais um palco e meu olhar desde lá, ainda encontra o morro que me impedia de ver toda a estrada, mesmo que eu ainda fique na ponta dos pés.
A casa da minha infância não tem mais alma. É só um porão de lembranças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Gosto de escrever. Escrever para mim é uma necessidade, uma cura. Escrever é um ato de extrema entrega, é de dentro pra fora. Escrevo por urgência, escrevo por amor e com amor. Sou imediatista, intensa, e sonhadora! Defeitos? Tenho muitos, incontáveis talvez; melhor nem dizê-los.; Tenho uma alma sonhadora. Sonho, e como sonho...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...