Poemas participantes da enquete ( Em teste )

22 de maio de 2015

Máquinas



A máquina de ressonância magnética é  assustadora apenas por ser o que é. E os sons que ela  emite !? São ameaçadores... e quando a pessoa responsável em te acomodar orienta o uso de protetor auricular te apavora ainda mais, pelo menos comigo foi assim.
No geral,  esses exames são incômodos e assustadores, mas essa máquina é de longe a pior.


 
Já deitada, imaginei que as dezenas de leds coloridos no teto da sala, imitando um céu estrelado, seriam para criar uma atmosfera mais acolhedora, o que me fez deduzir que o exame seria quase uma tortura. E foi.
Primeiro os sons  pareciam  de uma britadeira em atividade na velocidade média, e pensei que para ficar pior a britadeira passaria para a velocidade máxima. Mas não foi bem isso que aconteceu, o barulho seguinte conseguia ser ainda pior ao da britadeira dentro da minha cabeça. Parecia o barulho de uma máquina de lavar roupas, que apesar de ser um barulho familiar, também assusta pois é você que está dentro da máquina de lavar. Teu pensamento é jogado de um lado para o outro na mesma velocidade e ritmo dos sons assustadores, e oscilam entre o medo,o pessimismo e a impotência, que te acomete diante dos possíveis diagnósticos que virão.


Depois de ter experimentado a sensação de estar dentro da máquina de lavar roupas; veio a cereja do bolo, a azeitona da empada; soou uma sirene que parecia com essas sirenes que a gente vê em filmes: sirene que avisa a chegada de um tsunami - aviso para evacuar o local, ou sirene de usina nucelar.

Pensei em  me mexer, retirar o protetor auricular, mas o rapaz do outro lado do vidro, leu meus pensamentos, e fez um gesto proibindo a ação que eu secretamente planejava.
Enfim termina o exame, meu carrasco  entra na sala, e eu toda faceirinha já ia me levantar quando ele me diz: " Não acabou não. Só vim reiniciar a máquina. Teve uma queda de energia e teremos que repetir o exame". Lá vamos nós... para mais uma  sessão de pensamentos confusos, e assustados.Exames em máquinas  deveriam ser silenciosos, rápidos e confortáveis, pois em alguns momentos dá vontade de desistir e dizer para o médico: Opera! Mete a faca! Descobre ao vivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Gosto de escrever. Escrever para mim é uma necessidade, uma cura. Escrever é um ato de extrema entrega, é de dentro pra fora. Escrevo por urgência, escrevo por amor e com amor. Sou imediatista, intensa, e sonhadora! Defeitos? Tenho muitos, incontáveis talvez; melhor nem dizê-los.; Tenho uma alma sonhadora. Sonho, e como sonho...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...