Poemas participantes da enquete ( Em teste )

8 de março de 2013

Frágil Amor Frágil


Quando dei por mim já era um amor
precipitado em versos e rimas
Moldado em nuvens brancas e  frágeis castelos
Convém portanto, que  não sopres brisa forte
Sopres suave, com ternura e com medida
à  não causar nenhum estrago num coração já machucado
à não  aumentar essa alegria já tão dolorida
Quando dei por mim, já era assim
Um amor esculpido por anjos e querubins
Já era assim quando dei por mim.
Um amor vestido de utopias
Tão leve, tão solto que a nada se prendia
Era um amor maiúsculo, gigante
Daqueles que deixa na boca da gente 
o sabor do verbo amar
Quando dei por mim lá estava ele
em minhas horas derramado largamente
Sem céu, sem chão... apoiado apenas em meus sonhos
Senti medo que caísse, então o guardei em meu coração.





3 comentários:

  1. Linda! Singela, gostosa... amei Parabéns de novo

    ResponderExcluir
  2. O amor em versos é poesia da alma, e a doçura de cada palavra é magia.
    Belíssimo!

    => Crazy 40 Blog
    => MeNiNoSeMJuIz®
    => Pense fora da caixa

    ResponderExcluir
  3. Uma doçura, Pea, com versos suaves, lindos.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Gosto de escrever. Escrever para mim é uma necessidade, uma cura. Escrever é um ato de extrema entrega, é de dentro pra fora. Escrevo por urgência, escrevo por amor e com amor. Sou imediatista, intensa, e sonhadora! Defeitos? Tenho muitos, incontáveis talvez; melhor nem dizê-los.; Tenho uma alma sonhadora. Sonho, e como sonho...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...